domingo, 16 de novembro de 2008

Astrologia...

Sou pisciana com ascendente em virgem e lua em virgem na casa 1. O que isso quer dizer? Na astrologia, não é só o signo solar que interessa, é o Mapa Astral como um todo.

Muita gente não acredita em Astrologia porque lê as características do seu signo (esse que todo mundo conhece, é onde estava o SOL quando nascemos) e diz: Não sou assim.
Um pisciano não é igual ao outro. O regente de Peixes é Netuno e onde este se encontra pode-se saber um pouco mais do tipo do pisciano.

Exemplo: um pisciano com regente em áries na casa 1 vai ser muito mais atirado, impulsivo e extrovertido do que outro com regente em escorpião na 12.

Além do Sol, do Ascendente e da Lua tem todos os outros planetas...eles podem estar em qualquer uma das 12 casas que compõe o Mapa Astral e as combinações são infinitas!

Como os planetas seguem rotas fechadas, entendo que houveram registros do que acontecia qdo o planeta passou em x ou y. Uma hora isso se repete...

Para mim, a astrologia é um guia 4 rodas, que mostra caminhos de uma estrada...podemos ou não ouvir as indicações. É uma metologia de auto-conhecimento e não uma máquina de fazer previsões, como muitos fazem, difamando, infelizmente, esta arte.

Não é comprovado que na Lua Cheia a maré enche? Os bebês não nascem mais nas viradas das fases lunares? Porque não podemos descrever algumas características das pessoas de acordo com a foto do céu de quando elas nasceram (isso é o Mapa Astral)?

Lanço o desafio...rsrsrsrs

Eu comecei a estudar astrologia aos 13 anos, porque queria um mapa de presente e meu pai achou caro. Eu queria saber se aquilo fazia algum sentido e meu pai de desafiou. Ele é super cético em relação a tudo...era pra eu fazer o Mapa dele. Se estivesse certo em mais de 70%, eu ganharia 10 livros, um por mês.
Adivinhem o que aconteceu? Fui estudar sozinha na biblioteca pública no centro do Rio depois das aulas, fiz o mapa dele (meu primeiro) e ganhei 10 livros..........

Bjos

Meennnngooooooo

Parada especial pra declaração de amor:
Uma vez Flamengo, Flamengo até morrer...

Sou uma mulher apaixonada por futebol. Hoje estou colada na TV.
Que jogo é esse? Puxa, até merecia encostar no SP na tabela.
Bom, ainda temos chance de ir pra Libertadores.

Dá-lhe Mengo, 4x2, 30 min do 2o tempo.

Um ótimo domingo, apesar do frio lá fora.

sábado, 15 de novembro de 2008

Últimos scraps

Esse LO foi para o desafio Fotos & Memórias do CS

Oi gente, ando numa correria só, bom, como todo mundo em final de ano.
Ainda tô mudando de área da empresa e aprendendo enquanto tenho que manter um pouco do que fazia para minha colega poder assumir isso, rs.

Andei fazendo muita coisa desde que descobri o Creative Scrappers (http://creativescrappers.forumeiros.com/), lugar maravilhoso onde tenho conhecido muita gente bacana e aprendido bastante também.

Algumas das últimas produções foram o LO para o desafio Fotos & Memórias do CS, que está no começo desse post. Usei 2 fotos do Pepe (1 comeno chocolate e outra pipoca), imprimi em transparência com a font ALL STAR - "Não é Proibido", título da música que tinha que ser usada do desafio como journaling.

Gostei bastante do resultado e das combinações de cores. Não ficou muito carregado e o cupcake acabou dando certo, rs.

Além desse LO fiz também alguns cartões de Natal e o coração do crop online que teve com a Neusinha, super dica também no Creative Scrappers.


Detalhes : fita natalina Bo Bunny & flor Prima, botão Making Memories



Esee foi o coração que fiz no crop da Neusinha no CS

Estou correndo com as produções para as trocas do CS, mas essas não vou postar para não estragar nenhuma surpresa né?

Bjocas e bom final de semana pra todo mundo!

sábado, 8 de novembro de 2008

Coisas de Pedro...

Vi o blog da Dora do CS e achei o máximo, ela registra algumas pérolas dos filhos...
O Pedro diz várias todos os dias, agora vou marcar aqui para não esquecer.

Bjocas!


* Pedro com 1 ano e 11 meses, no veleiro dos meus pais, deitado, com a chupeta na boca:

"Aiaiaiaia, a vida é duia ati no baco do vovô..."

* Pedro com 2 anos (falou isso qdo estava na casa da vó e queria ficar lá para dormir, depois desta vez, repete esta sempre):

"Eu: Pedro, dá um beijo na vovó que vamos pra casa...
Pedro: Não mãe...você vai embora sozinha. Você tem o papai em casa. Eu fico aqui pra cuidar da vovó porque o vovô viajou..."

* Pedro, essa semana, voltando da escola:
"Mãe eu sou seu porque saí da sua barriga, eu não sou do papai.
Eu: Pepe, você é filho do papai e da mamãe...você saiu da barriga da mamãe, mas o papai é que colocou uma sementinha na minha barriga e assim o Pedrinho virou um bebê...entendeu?"
" Sim mãe...mas como o meu pai tá ali fora e me colocou dentro da sua barriga?"

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Lembrar é viver

Pedro dançando, rsrs 3.11.2008

Hoje estava lendo um texto no creative scrappers, fórum que entrei a pouco tempo. O texto falava dos 9 meses de gestação, muito bonito.A

Aí me lembrei que escrevi algo para o meu filhote quando ele fez um ano...

aqui está.
Bjocas!

Pedro,

Antes de ser mãe, eu não sabia o que é amor de verdade.
Eu vivia para mim e para meus desejos. Eu tinha controle do meu tempo.
Eu tinha tempo para fazer ginástica, ir no salão e fazer festa quase todos os dias.
Meus seios nunca tinham ficado tão grandes! (rsrs)
Eu nunca tinha achado bom ter barriga grande, nunca tinha imaginado poder engordar 20 kilos.
Eu nunca me preocupava como os móveis estão colocados em casa, se tinham quinas, pontas ou eram de vidro.
Eu nunca pensei em colocar protetores nas tomadas, tirar tudo das prateleiras baixas.
Eu nunca havia comprado CD de música clássica.
Antes de ser mãe, eu nunca tinha gasto mais com outra pessoa do que comigo.
Minhas roupas nunca tinham cheirado a leite.
Eu nunca tinha chorado por ver outra pessoa tomar injeção ou vacina.
Eu nunca tinha chorado e passado noites em claro por alguém não comer.
Eu nunca havia feito papinhas, sopas ou pesquisado sobre receitas de alto valor nutricional.
Nunca tinha tido tantos brinquedos espalhados pela casa toda.
Mas também eu nunca havia imaginado que iria ficar horas admirando um rosto pequenino.
Eu não sabia que iria rir tanto com uma criança dançando ou brincando.
Eu não sabia que a melhor hora do meu dia seria depois do trabalho quando um serzinho correria ao me ver.
Eu não sabia o tamanho da alegria de ouvir MA-MÃ e ver bracinhos abertos me esperando.
Eu nunca havia sofrido tanto pela possibilidade de alguém ter que fazer uma operação.
Eu não poderia falar horas seguindas sobre o que outra pessoa é capaz de fazer.
Antes de você, Pedro, eu imaginava como seria ser mãe, mas não sabia como um serzinho tão pequeno
poderia mudar tanta coisa.
Ser mãe é muito mais do que pensava.
Ser mãe mudou minha vida muito mais do que ousei imaginar.
Ser mãe me fez entender a sensação de ter meu coração fora do meu corpo.
Ser mãe me deu a jóia mais valiosa que eu poderia ganhar na minha vida.
Eu nunca soube que eu amaria ser mãe.
Eu não sabia que essa seria a melhor parte da minha vida e que um dia eu realmente acharia meu grande amor,
VOCÊ.
Ocorreu um erro neste gadget